quarta-feira, 30 de março de 2011

Das surpresas de cada dia...

Estou eu quase pegando no sono depois da primeira mamada da madrugada quando uma pequana voz me chama. Vou lá e duas lanterninhas estão completmente acesas e quando me veem acontece uma linda exibição de gengivas, coisa irressistíivel para qualquer mãe!

Toca pegar a fofurinha no colo às 3 da manhã e ele, no meio dos sorrisos, começa com torçoes de corpo, esticadelas de pernas e gemidinhos. Resultado: presentinho na fralda. Às 3 da manhã!

Depois da operação limpeza quem quer dormir? Só eu!

Aí coloco o fofo na minha cama e ele fica lá, todo faceiro, na pontinha do me travesseiro, enrroladinho na minha coberta, assistindo a programação da madrugada todo sorridente!

Quando cansou, simplesmente virou a cabecinha para o lado, abocanhou o peito e dormiu!

terça-feira, 29 de março de 2011

Dos cabelos e das habilidades...

O que uma coisa tem a ver com a outra?
Nada.
Mas ambas tem a ver comigo e comigo e com o Gu.

Pra total desespero da mamãe o nenem anda perdendo cabelo. Sim, já me disseram que é perfeitamente normal e seu sei disto, mas não gosto ué! Sempre quis um bebê cabeludo e ele nasceu com uma quantidade razoável de cabelo e compridinho até. Eu, claro, toda orgulhosa, imaginando o primeiro corte de cabelo. Eis que começa a cair e não pára mais. A fronha tá sempre cheia. A banheira idem. Agora o coitadinho tem cabelo caído até no rosto!Já tem falhas aparentes dos lados e atrás da cabeça e no topo tá bem ralinho.
Pra piorar ele tem bastante crosta láctea, que eu tenho de tirar, aí, sai mais cabelo junto.
Quero que isso acabe logo!
E já que o assunto é cabelo, cortei o meu. Já tinha tirado um pouco, mas diminuir o comprimento, no meu conceito, não é cortar..rs.. Agora está beeem diferente.
Não é exatamente o que eu queria (por mim estava curtinho, mas, papai pediu pra não ser extrema...
Então está mais ou menos black power, tipo o da Tais Araújo antes de fazer a Alícia, mas não claro como o dela, está na minha cor natural castanho (muito) escuro.
EStá bem mais fácil de cuidar e consigo ficar com uma aparência mais alinhada. Tenho até vontade de me arrumar de novo!
Passemos às habilidades. Eu estava bem tensa com relação ao desenvolvimento do Gu e temia não estar estimulando direito.
Aí, como já disse num post anterior, resolvi comprar uns brinquedinhos. O primeiro que mostrei pra ele foi um chocalho. Simples de tudo. Ele amou! Pode estar chorando, basta dar umas balançadinhas no chocalho e ele pára e arregala os olhoes!
Comprei também dois mordedores, um de água (nunca tinha ouvido falar sobre) e outro "bolacha".
Ele simplesmente amou o de água. Quando mostrei ele já se interessou, coloquei perto dele e voalá, ele pegou!!! Agarrou o danado do mordedor e claro levou na boca. Eu quase morri de felicidade. Ele ainda não consegue ficar segurando, mas eu tenho que devolver pra ele senão é choro..rs..
Também como já dito em outro post, a mamãe aqui, inspirada, resolveu fazer cupcake. A primeira fornada não deu muito certo..rs.. esqueci de pôr oleo.. hihihi E também deixei pouco tempo no forno.
Agora a segunda... UEBA!!!! Certinho, ficou uma beleza e uma delícia! EStou toda orgulhosa de mim! Agora vou me arriscar com outras receitas!
Obrigada Jéssica!
Dá uma olhada:





Primeira fornada: com defeito, esqueci de colocar o óleo e deixei pouco tempo no forno.

(detalhe, coloquei a cobertura assim mesmo, e até deu pra comer)





Segunda fornada (depois de colocar o oleo e deixar o tempo necessário no forno).

Ah! Coloquei mais fermento também!















Quando eu me arriscar de novo venho contar!

segunda-feira, 28 de março de 2011

E finalmente uma mãe mais tranquila

Queria agradecer aos comentários do post passado, saber da experiência de vocês me deixou bem mais tranquila, obrigada!

Conversei também com uma cunhada que é pedagoga e trabalhou com crianças pequenas (a partir de 3 meses e meio) e disse que está tudo normal, que ele está bem durinho e que não fica todo largadinho, só nao tem vontade de pegar as coisas e que isso é normal, que logo ele pegará.

Depois, sem tantas neuras observei melhor o nenem. O Gu fica quase o tempo todo segurando as mãozinhas juntas e claro, com as duas na boca, uma lindeza. Então não fica com os braços largados, como eu tinha enfiado na minha cabeça (neura total!).

Agora é a mamãe relaxar e deixar ele fazer as coisinhas no tempo dele né?

Por falar em fazer as coisas... Me aventurei hoje a fazer cupcake com a receita da Jessica.

A primeira fornada deu errado, primeiro porque esqueci de colocar o óleo, segundo, porque deixei pouco tempo no forno. Mas dá até pra comer... A segunda fornada aparentemente está decente, mas ainda não terminei, quando estiver prontinho vou colocar fotinhas aqui!

E por falar em fotos... Olha aí o Gu, já com 3 meses, fazendo caras e bocas.



quarta-feira, 23 de março de 2011

Neuras de mãe

Será que sou só eu, ou as mães de primeira viagem são todas neuróticas?

Pouco antes de levar o Gu pra consulta dos 3 meses cismei que ele estava pequeno. Talvez porque ele seja troncudo eu tenho esta impressão. Fui com isso na cabeça e falei pro pediatra que, literalmente, riu da minha cara! Depois de medi-lo me mostrou no gráfico que ele está exatamente como deveria estar.

Saí de lá tranquila, mas agora estou cismada com o desenvolvimento. O Gu não levanta os bracinhos pra ver as mãos ou tentar pegar brinquedos, não vira a cabecinha, nem dá gargalhadas. É verdade que ele está bem firminho, mas sei lá... será que ele já não tinha de fazer estas coisas?

Será que não o estou estimulando adequadamente?

Será.. será.. só isso que passa na minha cabeça!

Será que estou exagerando? Ai meu Deus, que difícil que é ser mãe! Pior é que se falo estas coisas com maridex ele fica bravo e fala que procuro pelo em ovo, mas a gente tem que se preocupar não é?

Ele continua super sorridente, mas ainda não dorme a noite inteira (também já deveria estar fazendo isso não é?) aí eu não sei o que faço, se espero, deixo o tempo passar, tento estimular, procuro o pediatra... O que vocês acham?

Seguindo a linha da mãe neurótica, já estou pensando e preparando a festinha de 01 ano do Gu.

Sim eu sei que ainda temos longos 6 meses, mas não quero deixar de fazer alguma coisa por falta de tempo ou planejamento. Como (algumas de) vocês sabem não tive chá de bebê - que era uma coisa que eu queria muito, então não quero ser "pêga de calças curtas" no aniversário dele.

Eu já escolhi o tema - urso - como era do chá de bebê não realizado (olha o trauma aí..rs..) e as cores - azul e branco. E também decidi que vai ser uma festa clean com personalizados. Cheguei a fazer um orçamento, mas foge (e muito) das atuais condições financeiras, então vou me virar eu mesma com a ajuda - bem vinda - da família. A arte está sendo feita com o auxílio de um sobrinho e assim vamos nós. Espero que fique tudo bonitinho como quero e o meu Gu merece! Já até comprei alguns itens de descartáveis numa loja que está fechando e por isto está em promoção.

E por falar em comprar finalmente encontrei a fralda Pompom Top Confort! Na minha opinião (no Testado pela Mamãe) esta fralda é melhor que a Pampers (que deu uma pouquinho de irritação na pele do Gu), além disso a loja entrega em casa, quer coisa melhor?

Falando ainda em comprar o Gu ganhou um presentinhos da mamãe(olha aí de novo a preocupação em não estar estimulando o gatinho adequadamente): um chocalhinho e dois mordedores (ele tá com mania de mão na boca), todos baratinhos, assim dá pra ver o que ele gosta e não prejudica a minha saúde financeira! rs...

por falar em finanças, estava louca pra dar uma festinha no batizado do Gu, mas acho que não vai dar $$$ Ó mundo cruel!

No mais o Gu continua lindo e fofo!



Beijos!

quinta-feira, 17 de março de 2011

3 meses! (atualizado)

Meu gatinho completou 3 meses dia 14!

E com tão pouco tempo de vida ele já me ensinou tanto! Sou mais amorosa, mais dedicada, mais tolerante, mais paciente...

Está certo que nem tudo foram (ou são) só flores. Enfrentamos dificuldades nestes 3 meses. A inexperiênci dificultou bastante, mas sei que ele sente o meu esforço e sempre me recompensa com sorrisos e carinhos.

Minha vida é outra, com certeza.

Ando mais cansada... Menos arrumada... Mas não há dúvida que sou muito mais feliz!

Obrigada meu filho!!

(atualização graças à pouca memóra da mamãe: Gu está medindo 61 cm e pesando 6,225 kl!!!

domingo, 13 de março de 2011

Assim, assim....

Finalmente o resfriado deu trégua. Ele ainda tosse um pouquinho e tem cáquinhas no nariz. Mas a tempestade em si já passou. Continuo com a inalação e a atenção redobradas, já não ter surpresas.

Mas é a mamãe que agora anda assim, assim. Problemas. Principalmente financeiros, que fazem a gente ter de repensar planos a muito milimetrados.Tanta coisa que quis agora vou ter que "deixar pra lá".Isto me aborrece muito e aí quem fica tristinho? Nenem,claro! Eles sentem o que a gente sente, diria minha mãe. E isto me deixa pior. Ele não tem nada a ver com isso. Não precisa chorar se as coisas não saem como planejei.Aí vem a culpa.
Dureza.
Mas passa. Tem de passar.
Hoje vamos passear na casa da vovó. Quem sabe os novos ares ajudem a acalmar a mãe e por consequencia o filho?

Beijos e bom domingo!

quinta-feira, 10 de março de 2011

O resfriado - a saga continua

O (danado) do resfriado continua judiando do meu fofinho... Esta noite ele dormiu quase o tempo todo na cama da mamãe e do papai. Ficou até a madrugada. Depois conseguiu dormir sozinho, todo mocinho.

Quando acordou parecia bem mais bem disposto, brincamos e tudo.

Aí começou a sair caquinha do nariz. Amarela (credo!) Inalação e bombinha de aspirar (éca), e conseguimos aliviar.

Por volta das 9 e 30 ficou irritadinho de novo e nos deitamos novamente. Um mamázinho básico e ele dormiu mais uma vez. Aproveitei e dormi também, estava muito cansada. Acordamos 11 e 20 hs. e fomos assistir a Galinha Pintadinha. Ele riu, brincou e - pra alegria geral da nação - fez cocôzinho, sozinho(!!!!) - coisa linda de se ver!

Tomou banhão e ficou melhor ainda! Ficou bem disposto, respirava bem, mas ainda assim fiz mais uma inalaçãozinha. Tomou o Tylenol no horário (quando já estava ficando choroso - acho que o corpinho doía) e voltou a ficar sorridente, mas não dormiiu seu sono da tarde...

Estava tudo bem até começar a anoitecer. Aí voltou a tosse. Tadinho, ele até engasga! A boa notícia é que ele não perdeu o apetite e a respiração está bem melhor.

Espero que continhue assim, melhorando a olhos vistos. Eu não aguento ver meu nenem doente. Acho que ninguém aguenta...

quarta-feira, 9 de março de 2011

Salto de desenvolvimento + resfriado = nenem choroso

Ai meninas! Há dois dias o Gu começou a ficar enjoadinho. Fizemos os cálculos e concluímos por mais um salto de desenvolvimento.

Foi piorando e ontem ele chorava do nada. Mas um chorinho tão sentido que me apertava o coração. De madrugadinha percebi uns barulhinhos e hoje de manhã ficou nítido: ele tá resfriadinho. O narizinho dá dó. Fiz inalação e ele até dormiu. Mas o soninho não durou muito. Tá choroso mesmo.

Saí com ele agora a tarde e fez bem, ele tá dormindo agora. ELe não teve febre então resolvi não passar no pediatra. Vamos ver se evolui.

Torçam pela gente!

sexta-feira, 4 de março de 2011

O xerife comanda!

Sempre gostei das coisas do meu jeito, na minha hora. E quase sempre consegui.

"Xerife", marido dizia, "manda e os outros obedecem". É verdade que (quase sempre) tudo saída do meu jeito, às vezes nem precisava mandar, conduzia tudo para que saísse ao meu modo, do meu gosto, ao meu tempo.

Eis que de uns meses para cá as coisas foram mudando, já não conseguia dormir no horário que queria, não cabia nas roupas que gostava, não podia comer tudo o que queria... Mas tudo acontecia em doses tão homeopáticas que não me dei conta. O tempo foi passando e tudo isto foi ficando cada vez mais evidente, mas quem perceberia, tamanha era a ocupação com escolha de berços, trocadores, e os mais diversos kits...

E depois vieram as complicaçõezinhas, que fizeram com que eu tivesse um único pensamento: fazer de tudo e mais um pouco para que ele só chegasse no tempo certo, com a saúde perfeita.

Aí o dia chegou e ele chegou, lindo, saudável, perfeito!

E aí o que já era evidente ficou inconfundível! Os meus desejos não mais importam Agora minha vida segue novo fluxo, hora pra tudo: temm hora pra mamar, tem hora pra trocar, tem hora pra banhar, e tem que ser na hora exata: na hora que ele precisa ou quer!

Há um novo xerife na casa!

Ele comanda e eu (pela primeira vez na vida) amo obedecer!